Quem Somos

Na Vero festas profissionalismo, diversidade e exclusividade se harmonizam com o requinte das criações de Liliane, Tana e Cristal lobo que além da locação também elaboram o projeto e executam a ambientação de seu evento.


Quando Liliane Lobo deu início às suas atividades como banqueteira, ela nem imaginava que, 20 anos depois, estaria junto com as filhas Tana e Cristal à frente de uma das maiores e mais completas lojas de aluguel de decoração de materiais e mobiliários para eventos!

A Vero reúne absolutamente tudo que é necessário para a realização de uma festa, com todas as garantias de sucesso. O melhor de tudo isso é que, além do profissionalismo, o cliente acaba se tornando parte da família. É assim mesmo que Tana e Cristal administram: com conhecimento e sabedoria aliados a um jeitinho todo carinhoso de lidar com as pessoas que expõem seus desejos quando fazem uma festa. Elas se tornam amigas!

Seja o evento corporativo, seja uma festa de casamento dos sonhos, um aniversário descolado ou um batizado com todas as tradições, a Vero Festas tem tudo o que é necessário para fazer com que os sonhos se realizem. Afinal de contas, cada evento vem acompanhado de uma realização. Desde aquelas pecinhas pequenas e chiques para segurar o guardanapo à mesa, passando pelos talheres, pratos e copos, até os mobiliários mais inusitados para uma decoração temática podem ser garimpados na Vero Festas. Uma infinidade de peças raras e, muitas vezes, inimagináveis para dar à festa um toque especial. Muitas vezes mágico.

Cristal, Tana e Liliane Lobo

O mapa da festa

Cristal Lobo

Foi por influência pura e simples da mãe que ela tomou gosto pelas caçarolas. Quando pequena, Cristal acompanhava a movimentação que havia em casa e desde então trocou o quarto de menina pela cozinha e as bonecas pelos utensílios domésticos. "No início, o buffet era um anexo que havia em casa. Então acompanhávamos tudo 24 horas por dia", lembra ela. Quando a coisa apertava, lá estava a pequena Cristal, com seus sete ou oito anos de idade e experiência, para dar um brilho nos pratos que estavam sendo preparados. A montagem era a parte preferida e recebia altos elogios dos entendidos pelas tábuas de frios que montava. Foi aí que veio a paixão pela arquitetura. "Quando eu tinha 14 anos, minha mãe montou uma loja de decoração e eu fiquei encantada com tudo aquilo. Foi aí que tive a certeza de que eu queria fazer arquitetura para trabalhar com decoração de festa!", revela! E foi com a visão inovadora e com profissionalismo, que Cristal abraçou esse diferencial. Hoje ela planeja e projeta festas, com noção certa de dimensão e decoração. "O cliente sai com a o projeto da festa prontinho no papel, com precisão total", garante Cristal!


Cristal Lobo Soares Jayme
Formada em Arquitetura pela PUC-Goiás

Le chef parfaite

Tana Lobo

Não é de hoje que Tana Lobo é apaixonada pela arte da culinária. Costuma dizer que a cozinha era sua brinquedoteca. Desde pequena, o sangue que corre em suas veias já tinha um tempero diferente. Tanto que tem uma cicatriz de queimadura na mão, que ela exibe como troféu, quando fazia seus petiscos escondida, longe dos olhares cuidadosos da mãe. Depois de se formar em Gastronomia, ela escolheu a França para especializar-se em Cozinha Francesa. Passou seis meses estudando no renomado Institut Paul Bocuse, em Lyon. Foi apenas o início de uma série de aperfeiçoamentos que a tornou uma chef precoce. De volta ao Brasil, Tana não parou e se mudou para São Paulo, onde passou uma boa temporada no restaurante francês mais premiado do Brasil, o La Brasserie, do chef Erick Jacquin. Depois, estagiou no restaurante brasileiro de Alex Atala, o Dalva e Dito, também em São Paulo. Tana é daquelas que sabe preparar um buffet completo, fino e requintado para todos os tipos de paladares e bolsos. Adepta do ditado "o menos é mais" em festas e casamentos, a chef preza pela sobriedade dos pratos para que todos os convidados possam se sentir à vontade. "O cardápio depende muito dos convidados!", explica ela. Não é preciso servir sempre os vinhos mais caros, champanhe francês com lagosta e ostras frescas para a festa ser maravilhosa. Segundo Tana, é preciso, sim, prezar pela boa comida, com produtos de qualidade.


Tana Lobo Soares Jayme de Moura
Formada em Gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi – SP

A bela que é uma fera

Liliane Lobo

Foi por razões que a própria razão desconhece que Liliane Lobo trocou a sala de estar pela cozinha. Logo ela, que era dona de butique fina onde avental não entrava. Mas na verdade, a banqueteira sempre teve um pezinho lá. Como sempre adorou receber, aventurou – se a preparar o cardápio de uma festa meio íntima de uma amiga. Fez a alquimia dos ingredientes, escolheu temperos e esmerou na apresentação do menu. Silêncio geral dos convivas na hora da degustação. Naquele momento seu destino estava selado. Até então, tudo era mesmo na base da amizade. Liliane esquentava a barriga no fogão por um simples prazer. Fazia sucesso irrepreensível com suas tortas doces e salgadas. Daí veio o desafio em larga escala e já em nível profissional: preparar o cardápio de uma happy hour para 100 senhoras. Àquela altura, o avental começava a tomar o lugar das roupas chiques. A alta performance dela não deixou mais dúvidas: era o momento certo da guinada. A banqueteira começou com acepipes da culinária árabe. Vieram em seguida as massa e molhos. Inventava uma mistura nova daqui, ousava dali e "ralava" heroicamente numa época em que seu talento era o aliado solitário. As festas ficaram grandes. Liliane se virava em mil para fazer as compra, preparar os pratos, decorar o ambiente dos acontecimentos. A cozinha de casa tinha se transformado numa fantástica fábrica de sabores. Do primeiro livro de receitas que comprou aproveitou pouco. O negócio dela era desconstruir e construir a seu modo, receita que tanto vinha agradando. O Buffet Liliane Lobo ganhava forma, fama, e precisava crescer. Vieram os primeiros 100 pratos, o fogão industrial... O resto é combinação de garra, determinação e o gene gastronômico que enfim mudou a vida desta mulher e aperfeiçoou o conceito de festa na capital dos goianos.


Liliane Lobo